Unimos natureza e ciência para cuidar de você

25 Novembro, 2021

"A parte mais exigente do meu dia a dia é dar o meu máximo nos meus treinos"

Crys Dyaz, treinadora MARNYSCrys Dyaz, fisioterapeuta e ex-atleta da seleção espanhola de natação, revela como iniciou sua carreira no esporte de elite e qual é a sua rotina atual como treinadora pessoal.

Fisioterapeuta, treinadora pessoal, ex-nadadora de elite e especialista em nutrição, entre muitas outras coisas. Crys Dyaz é um exemplo de constância, talento e profissionalismo, tanto em sua carreira esportiva quanto pessoal.

Nesta entrevista, ela faz uma revisão de seu início no esporte e explica como é o seu dia a dia atual no centro esportivo que ela dirige, CrysDyaz&Co.

1. Você é ex-nadadora e ex-atleta de elite, e atualmente trabalha como fisioterapeuta e treinadora pessoal em seu próprio centro esportivo. Conte-nos, como você começou no esporte? Com que idade você estava e o que te levou a competir na natação?

Comecei no esporte há muitos anos. Sempre fui uma criança que precisava se manter ativa e ficava animada com tudo que envolvesse atividade física. Aos 8 anos, comecei a fazer aulas de natação. Minha mãe nos levava eu e minha irmã para conciliar seu momento de atividade física com o nosso. Desde então, me recomendaram entrar em um clube, pois viam potencial em mim, porque eu era uma criança muito sonhadora, apaixonada e talvez, talentosa.

Comecei no clube de Natação Marbella, em Madrid, dando meus primeiros passos como nadadora. Aos 8 anos, já treinava 1 hora por dia, de segunda a sexta-feira, e comecei a competir aos 9 anos. Minha paixão pelo esporte me levou a amar também a competição, ir todas as tardes para a piscina era o meu momento de glória.

Alguns anos depois, fui contratada por um centro da Federação Madrilenha de Natação, onde fiquei 3 anos conciliando minhas 3 horas diárias de treinamento com as aulas, a escola e minha vida como qualquer outra menina de 12, 13 anos. Mais tarde, fui contratada pela Seleção Espanhola, onde fui para o Centro de Alto Rendimento em Madrid, onde vivia e treinava 7 horas por dia e onde tínhamos aulas dentro do próprio centro de alto rendimento, psicólogos, fisioterapeutas, preparadores físicos e tudo o que fosse necessário para o desenvolvimento de elite.

Sempre fui apaixonada por isso. Aproveitei muito e faria tudo de novo todos os dias da minha vida. Tive experiências maravilhosas, adquiri valores que até hoje me ajudam a ter energia e a enxergar a vida do ponto de vista que tenho, me emocionando a cada dia com a preparação física de pessoas que às vezes vêm por uma patologia, por perda de peso, por melhorar seu desempenho ou por encontrar no esporte a motivação, a paixão e a melhora de sua saúde.

2. Na sua rotina como treinadora pessoal, qual é o aspecto mais exigente dos treinos diários?

O aspecto mais exigente do meu dia a dia talvez seja dar o meu máximo em cada um dos meus treinos. Eu sempre digo que a cada hora mudo de filme porque a cada hora tenho um paciente diferente, com circunstâncias diferentes, com um nível de motivação ou físico diferente. Por exemplo, talvez você tenha alguém com câncer e precise de muita energia para motivar essa pessoa ou lidar com a parte emocional que eles têm; ou você tem uma mulher grávida, alguém com níveis altíssimos de estresse que tem dificuldade em se motivar no dia a dia; ou uma mãe de 3 crianças que dormiu pouco e está muito cansada... No final, você tem que usar sua própria energia, mudar de atitude e dar o seu máximo a cada um deles. Acredito que essa seja a parte mais desgastante ou difícil do meu trabalho e também, sem dúvida alguma, a mais bonita.

3. Sabemos que você deve estar muito ocupada com todas as pessoas que treina, mas você tem uma rotina de treinamento diário para si mesma ou como se organiza ao longo da semana para treinar?

Às vezes é difícil encontrar um tempo para o meu próprio treinamento. Mas, como sempre digo, no final você precisa reservar um tempo assim como reserva um compromisso de trabalho ou buscar as crianças na escola, ou fazer um plano de lazer. Você precisa agendar quais dias e que horas vai treinar e o que vai fazer. No meu caso, geralmente treino de manhã cedo, quando as crianças ainda não acordaram e assim posso conciliar para que nada interfira em cumprir meu objetivo do dia.

Além disso, treinar tão cedo é algo que adoro, porque quando eu praticava esporte de elite, treinava às 6h15 da manhã todos os dias desde os 16 anos, e isso me ajudou a ver como a energia muda no dia quando você começa com exercícios físicos. Eu tento treinar 4 dias por semana, às vezes 5. Também tento sair para correr de vez em quando com o carrinho próprio para fazer isso com meus filhos, praticar esportes em que eu possa envolvê-los e também, às vezes, tento treinar com algum paciente se vejo que não vou poder treinar sozinha, exigindo mais dele para que ele acompanhe meu ritmo ou me adaptando às rotinas que faço e que às vezes não exigem muito material ou espaço.

Além disso, às segundas e sábados treino na ClassLand, nossa plataforma.

Crys Dyaz, MARNYS4. Quais partes do seu corpo sofrem mais com os treinamentos diários? Como você as cuida?

No último ano, foi realizado um estudo sobre qual parte do nosso corpo é mais afetada pela atividade, seja ela laboral ou esportiva, e 85% das pessoas responderam que é as costas. Acredito que isso ocorre devido aos níveis de estresse, aos níveis hormonais e também à morfologia. No meu caso, a morfologia é especialmente afetada, pois tenho hiperlordose, e devido ao esporte que pratiquei (natação, mais especificamente peito), a região lombar é uma área que devo cuidar de forma consciente.

Tenho muito cuidado com as rotinas que faço, sempre fortaleço muito o core, cuido do colchão onde durmo e tenho consciência de que há muita diferença entre os diferentes tipos de cama. Faço alongamentos, faço muita mobilidade e também uso alguns suplementos que beneficiam meus músculos, articulações... Nesse caso, sou fã do Artrohelp Forte, que me acompanha diariamente e, graças aos seus ingredientes naturais, fortalece todo o trabalho que faço em termos de descanso, alongamento e fortalecimento.

5. Além de treinadora pessoal e ex-atleta de elite, você é especialista em Nutrição. Portanto, sabe o quão importante é uma alimentação adequada para alcançar nossos objetivos físicos. No seu caso, quais diretrizes alimentares você segue para ter o melhor desempenho?

Cuido da minha alimentação, cuido da alimentação dos meus pacientes, do meu ambiente, da minha família, dos meus filhos, porque acredito que é um dos pilares mais importantes, senão o mais importante, para alcançar níveis ótimos de saúde. Sempre digo que para mim não existem regras preto no branco, não existem dietas milagrosas, não existem estruturas fixas que se apliquem a todos. Você precisa encontrar o seu próprio ritmo, suas próprias diretrizes, o que funciona bem para você, porque não é a mesma coisa para uma pessoa vegana do que para alguém que não tolera glúten, alguém que se dá bem com jejum intermitente ou alguém que decide ter uma dieta mediterrânea equilibrada e que se adapta à rotina do dia a dia, aos níveis de energia exigidos. O que eu sempre aconselho é que devemos tentar evitar alimentos ultraprocessados, bebidas carbonatadas, alimentos açucarados, frituras... Tudo o que já sabemos.

Gosto muito de adotar o jejum intermitente de vez em quando, porque acredito que isso diminui um pouco o estresse que temos no sistema digestivo em determinados momentos e também nos ajuda a descansar da digestão, algo que tem sido relacionado aos estudos sobre o segundo cérebro. Além disso, gosto de complementar minha alimentação com produtos que possam apoiar esses bons hábitos que estabeleço no dia a dia e que não são nada mais do que utilizar produtos da horta, aproveitar as maravilhosas frutas e legumes que temos na Espanha, uma boa carne, um bom peixe; sem exagerar na carne vermelha, sem exagerar em determinados ingredientes que podem nos fazer bem ou mal. Você precisa descobrir se a lactose faz bem para você, se o glúten faz bem para você, se a frutose faz bem para você e ouvir o seu corpo para saber quais hábitos funcionam melhor para você e te deixam mais forte fisica e mentalmente.

6. Você complementa sua dieta com suplementos? Que suplementos você toma e quais benefícios busca?

Sim, eu tomo suplementos e também recomendo tomá-los, devido às demandas ou super demandas no dia a dia, tanto em termos de esporte quanto em termos de trabalho e até mesmo em termos mentais, especialmente com essa agitação que todos enfrentamos.

Gosto de adaptação alimentar e suplementação de acordo com a estação do ano, de acordo com o momento de vida que estou vivendo e de acordo com como me sinto. Portanto, vario ao longo do ano, assim como vario as recomendações que faço para cada um dos meus pacientes.

  • Para o inverno, comecei a tomar VIT-C 1000 Vitamina C Lipossomada e Propolvit Defens, preparando o meu sistema imunológico.
  • Além disso, incorporo em meu dia a dia suplementos como Artrohelp Forte ou Mialtrim, dependendo um pouco da fase da temporada em que estamos, beneficiando as minhas articulações, ligamentos, tendões, músculos.
  • Também tomo Beauty In & Out Elixir. Sou fã desse produto. Desde que comecei a tomá-lo, sinto minha pele, meu cabelo e minhas unhas revitalizadas.

Crys Dyaz, MARNYS7. Tanto para pessoas que estão começando na atividade física como para aquelas que treinam há anos, há algum suplemento que você recomenda para a atividade esportiva?

Por ter sido uma atleta de elite e praticar esportes regularmente, também me preocupo em cuidar das articulações, com bons hábitos de mobilidade, boa hidratação, bons alongamentos, bons cuidados, etc.

Se eu tivesse que escolher um suplemento para aqueles que estão começando a fazer exercícios físicos ou para aqueles que o fazem regularmente, acredito que seria o Artrohelp Forte. Para mim, é fundamental para que o esporte seja sustentável e possamos avançar em nossos objetivos e no nosso desempenho. E para isso, é importante organizar o treinamento, que tipo de treinamento, as cargas que vamos usar, a evolução na intensidade, saber ouvir nosso corpo quando ele precisa de descanso e alimentá-lo, descansá-lo e suplementá-lo de forma adequada. E acredito que o Artrohelp Forte seja o complemento perfeito nesse caso.

Além do Artrohelp Forte, também recomendo o Carnitin 3000, que é um produto que tomo antes dos treinos e realmente sinto o nível de energia e desempenho no treinamento, facilitando a definição muscular.

8. No que você se baseia ao recomendar um suplemento?

O mais importante para mim é ver o estado de vida em que a pessoa se encontra, como ela está, quais são seus objetivos e, a partir daí, escolher a suplementação adequada e ir modificando e avaliando como o corpo reage a ela, para ajustá-la caso necessário.

Também é essencial confiar em uma marca que você sabe que trabalha com uma grande equipe de desenvolvimento, pesquisa e produção, e sempre se cercar de profissionais de saúde que possam orientá-lo em seu caminho.

9. Você acredita que é importante que a suplementação esportiva seja natural, como é o caso da MARNYS® e MARNYS SPORTS®?

É muito importante que essa suplementação seja natural. Nosso corpo no dia a dia está exposto a diferentes fatores contaminantes e radicais livres oxidativos, então é fundamental que a suplementação seja natural. Algo que a própria natureza nos oferece, bem formulado ou que nosso próprio corpo produz de maneira natural e que estamos apenas fornecendo essas quantidades ao organismo.

10. Além dos suplementos, você utiliza outros produtos naturais?

Sim. Por exemplo, recomendo o gel hidratante com ingredientes naturais, Ginecoil, que usamos muito em nossa unidade de assoalho pélvico. Usamos para problemas de secura vaginal durante a menopausa, pós-parto, devido a alterações hormonais, entre outros. Acredito que seja um dos produtos mais incríveis da Marnys.

Também adoro o reeducador de odores, olfato e paladar, RecuSenses. No meu caso, posso falar pessoalmente, acho maravilhoso o desenvolvimento dessas diretrizes reeducadoras por meio de óleos essenciais, que definitivamente beneficiam muitas pessoas ao treinarem um sentido tão importante quanto o olfato.

Você pode seguir Crys Dyaz nas redes sociais:

  

Postagens relacionadas

Lesões em corredores. Quais são as lesões mais comuns entre os

Lesões em corredores. Quais são as lesões mais comuns entre os "runners" e como evitá-las?

Seja você um "runner" experiente ou esteja começando, é importante se informar para reduzir o risco de lesões. Conversamos sobre o assunto com especialistas da área da saúde.

Ler mais

Nutrição Esportiva e Suplementos: o que deve incluir a dieta de um atleta?

Nutrição Esportiva e Suplementos: o que deve incluir a dieta de um atleta?

O personal trainer, fisioterapeuta e especialista em nutrição Crys Dyaz, embaixador da MARNYS, nos ajuda a definir recomendações de nutrição e suplementação para atletas.


Ler mais



DESCUBRA O CATÁLOGO DE PRODUTOS MARNYS