Unimos natureza e ciência para cuidar de você

Como afetam as mudanças bruscas de temperatura no verão o sistema imunológico

Como afetam as mudanças bruscas de temperatura no verão o sistema imunológico

Publicado: 20 Junho, 2024 | 3'

As altas temperaturas na rua no verão fazem com que chegar ao carro e ligar o ar condicionado no máximo, ou mesmo no escritório e em casa, seja um grande alívio, mas você sabe como essas mudanças bruscas de temperatura afetam o seu sistema imunológico? Vamos contar a você de mãos dadas com o Dr. Luis Gutiérrez Serantes, médico e divulgador.

Nariz e garganta irritadas?

Mudar de 40 graus na rua para os 24 do ar condicionado sem dúvida afeta as nossas defesas e, portanto, também no verão, são muito comuns as molestias respiratórias, especialmente na garganta e no nariz.

A isto se soma que as mudanças sazonais próprias desta época, como a variação da pressão atmosférica ou o vento, tornam as vias respiratórias e as fossas nasais mais vulneráveis, pois agentes externos podem irritar e causar desconforto no nariz, ouvidos e garganta.

“Essa soma de fatores externos causa coceira, irritação, fadiga, sonolência, secura nos olhos, entre outros. Isso pode indicar que é necessário revisar nossa ingestão de nutrientes com o objetivo de alcançar um bom equilíbrio entre energia e imunidade”, explica o médico.

Como ajudar o sistema imunológico também no verão

Nesse sentido, o especialista recomenda seguir uma dieta rica em vitamina B6, que contribui para o funcionamento normal do sistema imunológico, do metabolismo energético e para a redução do cansaço e da fadiga. Alguns alimentos ricos em vitamina B6 são sardinhas, salmão, nozes ou lentilhas. “Outros ingredientes menos consumidos no ocidente, como os cogumelos shiitake, cujo uso tradicional como ingrediente alimentar tem mostrado ser útil para a manutenção das defesas naturais do corpo”, explica o Dr. Serantes. Além disso, a alimentação pode ser complementada com suplementos alimentares como o Provolvit Defens, que combina vitamina B6, geleia real, própolis, colostro, cogumelo reishi e shiitake.

VER PRODUTO

“Além de prestar atenção à nossa alimentação, praticar exercícios, técnicas de relaxamento e ter uma boa qualidade de sono são outras diretrizes fundamentais que facilitam o bom estado do sistema imunológico”, acrescenta o médico.

O que fazer quando já temos desconforto na garganta ou no nariz

No caso de ter desconforto na garganta e no nariz, é recomendável beber muita água para nos mantermos hidratados. Manter os ambientes ventilados também pode ajudar, uma vez que o ambiente fechado tende a acumular poeira e outras substâncias, por isso é recomendado ventilar abrindo as janelas por 10 a 20 minutos todos os dias. À noite, o uso de um umidificador para manter as mucosas e a garganta úmidas também pode ser útil.

Além disso, os sprays bucais são uma excelente opção para acalmar o desconforto na garganta, como o Propoltos, um spray bucal sem álcool, preparado com erva-cidreira, própolis, mentol e vitamina C, que ajuda a aliviar a coceira, a irritação e a rouquidão, suavizando a garganta.

VER PRODUTO

Se quiser saber mais sobre o que acontece com o seu organismo no verão...


Conteúdo desenvolvido com a colaboração do Dr. Luis Gutiérrez Serantes. Este artigo é informativo e não substitui a consulta a um especialista.

Dr. Luis Gutiérrez SerantesSobre o especialista

O Dr. Luis Gutiérrez Serantes é Licenciado em Medicina e Cirurgia pela Universidade Complutense de Madrid, autor de numerosos livros e divulgador de saúde na rádio e televisão. Conhecido por sua participação durante quase vinte anos no programa 'Saber Viver' na TVE.

Especialistas em saúde



DESCUBRA O CATÁLOGO DE PRODUTOS MARNYS